domingo, 5 de janeiro de 2014

Uma bolsa para chamar de amiga

Já houve tempos em que só usei mochila, em outros momentos, comprava um modelo de bolsa e usava até ela se acabar toda. Hoje, com a maturidade, vejo a bolsa como algo que vai além da funcionalidade de carregar coisas. Não a considero um acessório no sentido de ser dispensável, mas justamente o contrário!

Dentro de uma bolsa você pode levar sua vida toda ali: seus documentos, celular com telefones de contatos e fotos de familiares, chaves do carro e de casa,  maquiagem para a festa ou trabalho, remédios indispensáveis e muito mais! Ela é uma de nossas melhores amigas, pois conhece nossos segredos, nossa história, por onde passamos e com quem estamos. Como objeto de desejo da maioria das mulheres, a bolsa pode levar tudo o que precisamos no dia-a-dia e ainda mostrar um pouco do seu estilão e personalidade.

Pode ser que você já tenha todos os tipos, que servem para ocasiões diferentes, ou escolher um ou dois modelos versáteis que se adaptem a todas as situações. Pessoalmente, gosto muito mais da Bolsa Grande e do estilo Bolsa Carteiro, pois são práticas e resolvem bem no dia-a-dia. Ultimamente, ando querendo uma Clutch para aqueles momentos em que se vai a lugares onde não há necessidade de carregar muita coisa como a casa de amigos, igreja ou uma festa. Até tenho uma bem pequena, mas é prateada e só serve pra casamento, então pra ocasiões informais não dá.

Aqui vão alguns dos modelos básicos de bolsas, inclusive alguns estão listados também no livro A Parisiense, da Inês Fressange, sobre a moda que veste as mulheres da capital francesa.




Bolsa Saco - Louis Vuitton

Bolsa Carteiro - Isabella Piú



Bolsa Clutch - Andarella




Bolsa Grande - Mr. Cat


Handbag - Giorgio Armani